Notícias

Loading...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

OS SETE ESTÁGIOS DA TENTAÇÃO

OS SETE ESTÁGIOS DA TENTAÇÃO

Texto: Tiago 1.13-17

Quebra-Gelo: O que é tentação, como você descreve uma tentação?
Você já venceu alguma?

Vamos hoje no aprisco aprender os 7 estágios da tentação

Introdução:
O que você faria se por engano seu patrão paga mais que o devido?
Se você soubesse que poderia se sair bem com uma mentira, você se arriscaria?
Você devolveria uma nota de 100 reais que tivesse no pátio da casa de um amigo? Você considera essas situações como tentação?

Toda tentação passa por sete estágios - Texto: Tiago 1.13-17
“Ninguém ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus”.
Eva no Edem foi tentada > Depois ela tentou a Adão – mas ninguém assumiu a culpa.

Você já culpou Deus por seus pecados, ou tentações?
1.Deus não é fonte de nenhuma tentação. ]
2.O Senhor não tenta ninguém.
“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes”. v.17
3.Ele não mandou, não manda e jamais mandará tentações contra você.

ESTÁGIO 1: OLHAR - “QUANDO ESTA O ATRAI”
“Cada um é tentado...quando esta o atrai”. (v.14)
A palavra “atrai” é emprestada da caça e da pesca, quando um peixe vai saindo lentamente para fora de seu esconderijo, ou quando um animal vai até o local onde há uma armadilha pronta para pegá-lo.
O quadro é de uma pessoa sendo distraída por algo que desvia sua atenção de um foco principal.
Pode ser um telefonema, uma pessoa que passa por você, um perfume que traz velhas lembranças de pecados anteriores, o caixa que lhe dá dinheiro a mais por engano, uma fofoca apimentada.
Esse primeiro estágio é chamado de “olhar” porque desempenha o papel da porta de entrada na terra da tentação. A tentação jamais poderá tocá-lo sem primeiro “atrair” seu olhar. Guerreiros habéis aprendem como discernir quase imediatamente quando estão sendo atraídos – e recuam no mesmo momento! Se você não entra pela porta, não pode ser tentado.
A Bíblia diz: “Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo - a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens - não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre”. 1 João 2.15-17
O segredo do estágio 1 é: Recue imediatamente quando sente que está sendo atraído!

ESTÁGIO 2: COBIÇA - “A PRÓPRIA COBIÇA”
Faça uma checagem da tentação.
Quais são as maiores fontes de tentação que enfrenta: Raiva, roubo, imoralidade, ódio, inveja, embriagues, pornografia, mentira.
Identifique as maiores fontes de suas tentações.
Qual é a principal pessoa que me tenta?
E a principal situação que me tenta?
O principal lugar onde sou tentado?
O principal pensamento que me tenta?
Imagine se todas essas coisas que o tentam simplesmente desaparecessem! A vida seria maravilhosa, não seria? A santidade seria “sopa”, se essas fontes de tentação sumissem. Mas a tentação vem de nosso cobiça.
“Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz”. (v.14)
Nós somos a fonte da tentação que enfrentamos!
É a sua cobiça. Seus desejos ocultos o atraem.
A tentação só é eficaz por causa do que há dentro de você e não fora.
A sede de toda tentação que você enfrenta é seu próprio coração.
A Bíblia diz: “Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias”. Mt 15.19
Não é uma mulher ou um homem que é a fonte de tentação, mas sim o nosso coração cheio de cobiça.
Ou então, no caso da pessoa que diz: “Não pude me controlar: aquele dinheiro sobre a mesa foi tentador demais”.

O dinheiro esquecido sobre a mesa não é a fonte de tentação, mas sim seu coração ganancioso.
Quando a Bíblia diz sobre “sua própria cobiça”, significa algo que nos atrai, que desperta em nós um desejo incontrolável.
Se você é tentado (e todos somos), nunca culpe outras coisas ou pessoas: pegue um espelho e aponte o dedo para a pessoa que vê diante do espelho.
O segredo do Estágio 2 é: Toda tentação só é eficaz por causa de meus desejos pessoais.
ESTÁGIO 3: SEDUÇÃO - “E SEDUZ”

Seduzir é atrair com habilidade

A Bíblia diz: “Não cobices no teu coração (sedução interior) a sua formosura, nem te deixes prender com suas olhadelas (sedução exterior) Pv. 6.25
Qual é o propósito de toda sedução? Aumentar seu desejo, de modo que influencie seus pensamentos e atitudes. O desejo incontrolável cega, não é?
Tudo o que o estágio 3 faz é atirar lenha seca no fogo ardente do seu desejo. A lenha pode ser atirada por seu próprio coração, ou por ações externas de outros. Nesta altura, você já não se importa mais com o preço que terá de pagar por satisfazer seu desejo.
A boa notícia é que a sedução pode ser interrompida. Se a tentação é externa, fuja. Se é interna, pare com aquela conversa interior, imediatamente. Quanto mais rápido você extingue as chamas do desejo, mais rápido você o controla. Quando seus desejos são controlados, a tentação se desvanece.
O segredo do Estágio 3: Fuja – José na casa de potifar no Egito é o exemplo
ESTÁGIO 4: CONCEPÇÃO - “A COBIÇA, DEPOIS DE HAVER CONCEBIDO”
Há um abismo enorme entre nosso “desejo” e sua satisfação por meio do “pecado”. Toda tentação tem apenas um objetivo: levá-lo ao pecado. Primeiro a tentação o atrai, então seu desejo responde; depois, seu desejo cresce com a sedução e finalmente “concebe” a decisão de pecar. Note a seqüência neste versículo:“Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando essa o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado...” (v.14-15)
A sedução é o elo poderoso entre o desejo e a decisão. A sedução só pode começar quando o desejo é instigado.

Ex: pessoas casadas que começam a pensar nas coisas ruins que o cônjuge já fez, ou tem feito, e que acabam achando uma razão positiva para adultério: “meu cônjuge terá exatamente o que merece, aquele rato sujo!”.
O segredo do estágio 4 é: Decida com antecedência não pecar, Nunca se permita pensar numa boa razão para pecar, assim você jamais tomará a decisão de pecar.
ESTÁGIO 5: NASCIMENTO - “DÁ À LUZ O PECADO”
Depois que você decide pecar, este nasce rapidinho
O Espírito Santo, nos dá um aviso, dizendo-nos: “cai fora, Fuja !” insistindo com o crente para que ele interrompa o pecado.
Deus ainda ofereçe uma chance de escapar!
O segredo do Estágio 5 é: Aborte o pecado, antes que seja tarde demais.
ESTÁGIO 6: CRESCIMENTO - “E O PECADO, UMA VEZ CONSUMADO”
Todo pecado cresce. Se você se entrega à ira, ela cresce. Se você se entrega à cobiça, a cobiça cresce. Se você se entrega ao amor ao dinheiro, ele cresce. O pecado não se satisfaz numa única vez. O pecado é um vício.
O pecado cresce como um organismo vivo, da concepção ao nascimento, e do nascimento à maturidade. Um pecado cresce e espalha-se até o próximo pecado e dali para o próximo.
O pecado busca o controle.
O segredo do Estágio 6 é: Cada pecado que você comete cava a sua sepultura, Nunca acredite, nem por um minuto, na mentira: “Vou pecar apenas mais esta vez”, pois o pecado se fortalece contra você a cada vez que você o comete.
ESTÁGIO 7: MORTE - “O PECADO...GERA A MORTE”.
O poder e a presença do pecado crescem com maior firmeza à medida que o cristão decide repetidamente pecar. Isto vai levando a uma tendência cada vez mais destrutiva.
Nos estágios iniciais da prática deste pecado, ele poderia facilmente parar; nos últimos estágios, porém, mal consegue resistir - apesar de toda determinação e orações sinceras.

“Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos... Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da Lei, mas debaixo da graça. Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça? Assim como vocês ofereceram os membros do seu corpo em escravidão à impureza e à maldade que leva à maldade, ofereçam- nos agora em escravidão à justiça que leva à santidade”. Rm 6.12,14a , 16,19b.
Paulo, em Rm 6 deixa claro que certamente o pecado pode dominar a vida do cristão – por isso ele deu tal instrução. Ele pode dominar qualquer cristão que repetidamente sucumbe às suas tentações.

O pecado contínuo espalha trevas.

“Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Rm 12.1-2
O segredo do Estágio 7 é: Independente do nível de escravidão sob a qual você se encontra, a obra de Cristo é suficiente para torna-lo totalmente livre”.
CONCLUSAO:
“Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo”. 1 Jo 3.8b
Se você está preso pelo pecado, nunca é tarde demais para voltar, arrepender-se, retornar à sensatez e ser liberto de todas as amarras do inimigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário